Radio Papo Cabeça

Radio Papo Cabeça
Informação com Responsabilidade

Tradutor Online

quarta-feira, outubro 03, 2012

5 de Outubro – Dia da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte


A data que celebra os pequenos negócios (segmento que representa 99% dos negócios brasileiros e responde por 56% da mão-de-obra com carteira assinada do País) foi criada em 1999, quando foi sancionado o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, a Lei número 9.841 de 5 de outubro de 1999, regulamentada pelo decreto número 3.474 de 19 de maio de 2000.
Anos mais tarde, uma mudança no curso da política brasileira transformaria a história das microempresas do País, abrindo espaço para uma nova conquista: a aprovação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa. Sancionada em 2006 e já em vigor, a lei criou o Simples Nacional para reduzir a carga tributária e simplificar processos, além de mecanismos que asseguraram o acesso ao crédito, à inovação tecnológica e às compras governamentais.







A cada ano, os números mostram significativos avanços dos pequenos negócios como mostra a terceira edição do Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa, divulgado pelo Sebrae. As micro e pequenas empresas correspondem a mais de 99% dos 5,8 milhões de negócios formais existentes no Brasil e empregam 52,3% dos 24,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Isso corresponde a 13,1 milhões de empregados. Destes, 8,5 milhões, ou 64,9%, vivem no interior do País. A edição apresenta números de 2008 e 2009. As micro e pequenas empresas continuam empregando boa parte das pessoas formalizadas e, além disso, estão aumentando os salários. Isso é uma tendência que vem se mantendo desde 2002. 

Atualmente, há duas leis federais que definem Microempresa e Empresa de Pequeno Porte:

1) O Estatuto da Microempresa  e da Empresa de Pequeno Porte (Lei número 9.841/99) define:
- Microempresa é a pessoa jurídica com receita bruta anual igual ou inferior a R$ 433.755,14
- Empresa de pequeno porte de R$ 433.755,15 a R$ 2.133.222,00.

2) A Lei do Simples Federal (Lei número 9.317/96) define desta forma:
- Microempresa, aquela que tem faturamento anual de até R$ 240.000,00.
- Empresa de pequeno porte a que fatura até R$ 2.400.000,00.

Fonte: Sebrae 


A Amicro imperatriz está encabeçando o movimento de defesa das Microempresas e Empresas de pequeno porte na cidade de imperatriz, nesse dia em que comemoramos a importância desse segmento para nossa economia também comemoramos o reconhecimento dos pequenos negócios no desenvolvimento do Brasil, na geração de emprego e renda, além de inclusão social de muitos trabalhadores que só tiveram essa oportunidade para se sentir um verdadeiro cidadão.


Atenciosamente,
Antonio Madiflavio de Oliveira Ferreira
Presidente
AMICRO - IMPERATRIZ - MA
Rua Pará N.586 Nova Imperatriz - Imperatriz – Ma 
Fone: (99)35282576 (99) 91255848 (99) 81495455



Skype: amicro.imperatriz

segunda-feira, outubro 01, 2012

Presidente da AMICRO ministra palestra para alunos de Nutrição


O objetivo é ampliar o conhecimento sobre as competências e habilidades no mercado de trabalho 


Na última sexta-feira, 28, uma palestra sobre Empregabilidade: Competências pessoais e profissionais foi realizada no auditório da Unisulma pelo presidente da Associação de Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, AMICRO/Imperatriz, Antônio Madiflávio de Oliveira. Acadêmicos do 2º ao 4º período de Nutrição participaram do momento. 

O palestrante é instrutor de técnicas em vendas, orientador de plano de carreira, consultor de empresas com 11 anos de atuação em Goiânia e Maranhão e diretor de marketing da Mad Soluções Ltda. O evento faz parte de ações promovidas pela aluna Daniela Rodrigues (3º período), coordenadora de projetos da Associação, em parceria com a faculdade, com o intuito de aprimoramento e treinamento para realização de projetos dos próprios acadêmicos do curso. 

Durante cerca de 4 horas, os acadêmicos puderam ampliar conhecimentos sobre as competências e habilidades exigidas pelo atual mercado de trabalho. “As empresas estão cada vez mais exigentes quanto às qualificações pessoais e profissionais dos candidatos. Na palestra, foram abordados os principais pré-requisitos para se conseguir um bom emprego, tendo em vista o tipo de profissional que as empresas estão buscando, além de dicas de comportamento e postura profissional, principalmente, como utilizar as mídias sociais de forma adequada”, explica o palestrante Antônio Madiflávio. 



Colaboraram ainda para a atividade os estudantes Stefane Carvalho, Dayane Souza e Raphael Goméz.                      




Email

Onde já estive